Como Lidar com Emoções Difíceis

O que aconteceria se realmente acolhêssemos nossas emoções? Será que é possível lidar com nossas emoções de uma forma compassiva?

Quando temos que lidar com emoções difíceis, como tristeza, desespero ou solidão, tendemos a escolher um desses dois caminhos:

  1. Reprimimos o sentimento, o negligenciamos e fingimos que nada aconteceu, ou o ignoramos completamente. Depois, buscamos alguma substância, atividade ou pessoa para nos fazer esquecer dele. Dormir demais, evitar se comunicar e ficar em frente a uma tela de TV são exemplos deste caminho.
  2. Reagimos imediatamente à emoção, nos deixamos envolver por ela. Depois tentamos parar de senti-la. Um exemplo disso é quando reagimos com raiva tentando não sentir dor, quando contra-atacamos para não nos sentirmos indefesos, ou quando buscamos alguma substância, ambiente ou pessoa que nos faça sentir o extremo oposto da emoção que estamos sentindo. Também podemos agir por impulso e tomar decisões precipitadas.

Mas há uma outra maneira de lidar com essas emoções difíceis…

Podemos aprender a equilibrar nossa mente de forma a conseguir acolher todo tipo de emoção. Para isso, o primeiro passo é desenvolver consciência, gratidão e compaixão.

E quando sentirmos uma forte emoção, precisamos reconhecer sua existência e perceber seus efeitos no nosso corpo.

Por exemplo, quando nos sentirmos desamparados, precisamos primeiro perceber as sensações que esse sentimento gera em nosso corpo. Depois, temos que verificar se conseguimos sentir também alguma emoção positiva, apesar das emoções negativas. Existe alguma parte do seu corpo que está sentindo alguma emoção positiva? Olhe à sua volta, existe alguma textura ou cor que você goste? E as sensações que você está sentindo com suas mãos? O importante aqui é levar a atenção à sua capacidade de sentir coisas boas mesmo em situações difíceis.

E precisamos deixar de lado nossa maior ilusão, que é achar que o fato de não estarmos nos sentindo bem faz com que sejamos uma pessoa deprimida, desesperada ou patética.

Permitir-se sentir-se permida, não faz de você uma pessoa sem rumo ou destrambelhada.

Emoções são para ser sentidas, e elas vem e vão.

O que faz com que uma emoção pareça mais forte e duradoura é suprimi-la, tentar não a sentir. E tentar ignorá-la nos causa ainda mais mal do que senti-la.

Com isso em mente, você acha que consegue acolher suas emoções?

Será que consegue acolher todas as suas emoções com a mesma compaixão, como se fossem todas crianças da mesma família?

Você precisa de sua tristeza tanto quanto precisa de sua alegria, e você precisa do sentimento de impotência tanto quando precisa do sentimento de força.

Somos todos humanos. Precisamos sentir todas as nossas emoções. Será que você consegue acolher todas as suas emoções do jeito que elas são?

Deixe uma resposta