Como ajudar meu filho a focar na escola

Como mãe e pai, pode ser desencorajador ver o seu filho a ter dificuldades em acompanhar a escola. Muitas vezes podemos nos sentir desapontados, tristes ou mesmo bravos com eles, porque achamos que não estão se esforçando o suficiente para se concentrarem. Mas, existem tantas razões pelas quais uma criança não gosta de ir a escola, tem dificuldade de se concentrar e ter boas notas. Então, se você está se perguntando “como posso ajudar meu filho a focar na escola?”, leia esse artigo com atenção, você pode encontrar dicas interessantes para ajudar seu filho.

Porque meu filho não consegue se concentrar na escola?

Para começar, vamos rever quais podem ser as razões pelas quais seu filho não consegue se concentrar na escola:

Primeiro, é importante entender que o sistema tradicional de ensino não é adequado para todas as crianças. Enquanto alguns têm problemas em seguir regras, ficarem quietos e estudarem quando precisam, outros se sentem completamente perdidos e desorientados. O sistema tradicional de ensino não leva em consideração o fato de que somos diferentes e temos maneiras diversas de aprender. Consequentemente, muitas crianças têm que lidar com muita confusão e frustração. Pode se o caso do seu filho e essa pode ser a razão pela qual ele não está indo bem na escola.

Nós temos sorte de ter acesso a uma educação formal, mas esse nem sempre é o caso para todas as pessoas, por isso fica difícil não nos sentirmos obrigados a ir a escola. Mas pense: ir a escola era sua atividade favorita? Com sorte a resposta é sim. Mas para a maioria das pessoa, não era nem de perto. Se seu filho se sente oprimido quando pensa na escola, é bem possível que as condições emocionais para aprender não sejam as melhores.

Seu filho é tímido? Você sabe se ele tem amigos na escola? Ele tem dificuldade de falar na frente dos outros alunos? A timidez tem um impacto enorme no desempenho acadêmico das crianças. Se seu filho tem uma auto-estima baixa ou não sabe como interagir com os colegas, ele provavelmente não se sente à vontade na escola e isso tem impacto em sua capacidade de concentração.

A competitividade que se encontra na escola pode ser motivadora para àqueles que não tem dificuldade de aprender, mas muito estressante para outros. Estudantes com dificuldade de aprender podem ser muito estressados, especialmente quando são comparados aos colegas, pelos professores. Esse tipo de emoção faz com que o cérebro não utilize todo seu potencial.

Como posso ajudar meu filho com sua autoconfiança e foco?

Primeiro de tudo, é crucial ter empatia. Para sua relação crescer de maneira positiva é fundamental que você se coloque no lugar do seu filho. Tente se colocar de lado quando estiver pensando no que é melhor para ele, porque o que é bom para você, não necessariamente se aplica a ele. Escute-o com cuidado, amor e atenção. Muitas vezes, sentimos que não entendemos nossos filhos, mas será que realmente os escutamos? Quando não assumimos que não sabemos o que eles estão pensando, talvez sejamos capazes de descobrir detalhes de sua personalidade que não havíamos nos dado conta. Dessa forma, teremos a atitude correta para compreender e ajudá-los a se entenderem melhor.

Da mesma maneira, evite ser duro demais com seu filho por causa de suas notas. Isso só causa mais danos a sua auto-estima e prejudica a comunicação. Ao invés disso tente conversar abertamente sobre seu desempenho, mostrando compreensão. Para se conectar com seu filho, você pode falar das dificuldade que você teve na escola e como as superou. Para aprender, precisamos acreditar que podemos. Tenha isso em mente e enfatize as qualidades do seus filho, mesmo que não tenham relação com a escola. Lembre-o de uma coisa que ele sabe fazer hoje, teve um tempo de aprendizado e assim entender que de fato é inteligente o suficiente para compreender e aprender o que quer que seja.

O que pode ajudar muito também, é entender como a memória funciona. Muitas crianças não tem a menor ideia de como a memória trabalha. Como pais, podemos ajudar nossos filhos a entender melhor seu tipo de memória. Para isso, pergunte algumas coisas:

  • O que te ajuda a lembrar de uma lição?
    • O professor contou histórias pessoais relacionadas a atividade (memória cinestésica, ligada às emoções)
    • Tomei notas e haviam imagens (memória visual)
    • Explicações curtas são as mais fáceis de guardar (memória auditiva)

Existem muitas maneiras de identificar o tipo de memória do seu filho e ensinar técnicas de memorização ou dar conselhos e ensinar truques.

Como a meditação pode ajudar com os estudos do seu filho?

Você já pensou em utilizar a meditação para seu filho? Talvez você saiba que cada vez mais escolas começaram  a introduzir a meditação na rotina diária das escolas. E há ótimas razões para isso: meditar ajuda crianças e adolescentes a se concentrarem melhor, desenvolverem a auto-estima, se acalmar e ter mais bem-estar durante o dia.

Nós te encorajamos a fazer a mesma coisa em casa! Se você não pratica meditação, essa pode ser uma boa chance para começar e vivenciar momentos de tranquilidade com seu filho todos os dias. Sugerimos começar com sessões curtas de meditação. Dessa forma, não parece difícil e nem tão rígido para vocês dois. Aqui segue uma lista de coisas que melhoram com a prática:

  • Ajuda no autoconhecimento,
  • Melhora o foco,
  • Melhora a memória
  • Acalma
  • Sensação de auto-controle,
  • Melhora as relações,
  • Melhora a comunicação
  • E muito mais…

Se você acha que essa lista não está diretamente ligada com o desempenho escolar, tente ver de outra forma. Você consegue imaginar ter que aprender coisas novas com atenção todos os dias, se sente estressado? É possível se concentrar adequadamente quando você acha que pode falhar e ser julgado por adultos? Ajudando seu filho a construir sua personalidade com calma e autocontrole, você está dando a ele as ferramentas para entender suas fraquezas e abraçar suas forças. Dessa forma, eles mesmo encontrarão seu próprio equilíbrio e aceitarão quem são e por consequência vão melhorar o desempenho na escola.

Então, como sempre, queremos saber da sua história. Seu filho tem ou já teve problemas para  se concentrar na escola e como você lidou e o ajudou com isso?

Traduzido por: Flavia Totoli

Deixe uma resposta