Como usar a atenção plena no dia a dia

Aplicar atenção plena no dia a dia

Por que devemos usar a atenção plena no nosso cotidiano?

Hoje, ouvimos o termo “atenção plena” em todos os lugares: comer com atenção, praticar esportes com atenção, ler com atenção. Parece uma tendência passageira da qual logo nos esqueceremos.

No entanto, ela é muito mais do que uma tendência nova e vai muito além das “coisas legais” para se fazer no fim de semana. Viver de forma consciente se tornou uma necessidade. Usar atenção plena nas nossas vidas diárias abre as portas para uma vida equilibrada.

Temos que ir sempre mais rápido. Nossas obrigações se multiplicam a cada dia, e estamos sempre sem tempo. Esse estilo de vida parece normal para nós agora. Passamos a acreditar que o estresse é natural e pensamos até que ele nos ajuda a progredir em nossos projetos e tarefas diárias.

Você se lembra da última vez em que relaxou completamente enquanto fazia algo? Quando você não estava pensando na última conversa que teve, ou planejando o que ia fazer depois, ou tentando fazer uma lista mental de compras das quais precisa para o jantar desta noite? Se sua resposta for “não”, não se preocupe, você com certeza não está sozinho(a). É como se tivéssemos esquecido como viver no momento presente. E mesmo que pensemos estar “acostumados” com esse estado de espírito, nossos cérebros estão sofrendo imensamente.

Estamos sob pressão constante todos os dias e é muito difícil liberar completamente a tensão física do corpo. Nossos corpos estão tensos, nossos sistemas digestivos estão frequentemente desregulados, nossas mentes estão superaquecidas. Mas integrar a atenção plena em nossas vidas pode nos ajudar a lidar com essas questões.

É hora de voltar para a Terra, ficar em contato com o que está acontecendo aqui e agora. E relaxar… finalmente.

Aplicar a atenção plena na comunicação com os outros

Reserve um tempo para observar a si mesmo(a) enquanto participa de uma conversa. O que está acontecendo em sua mente? Você está completamente presente, pronto(a) para ouvir a pessoa à sua frente ou está preparando as respostas em sua mente antes mesmo que o outro termine de falar? Você está ouvindo com atenção o que eles estão dizendo ou está tentando relacionar isso com sua própria vida e experiências?

É claro que é natural tentar traçar paralelos com nossas próprias experiências quando queremos entender e analisar o que alguém nos diz ou mostra. É assim que entendemos as histórias deles. Não é realista tentar se comunicar com outras pessoas a partir de um quadro totalmente em branco, completamente desligado do nosso próprio passado.

Mas é possível encontrar um meio-termo, um ponto entre estar completamente absorvido por nossas próprias histórias, incapaz de ouvir de verdade, e ter a mente totalmente aberta e ouvir o que os outros estão dizendo sem relacionar com nossa própria história. A atenção plena nos permite alcançar esse meio-termo.

Usar a atenção plena ao se comunicar com outras pessoas significa simplesmente reservar um tempo para estar verdadeiramente presente. Durante uma conversa, estar realmente presente significa estar atento à linguagem corporal da pessoa que está falando, estar aberto às suas emoções, compartilhar realmente o momento com ela, além de ouvir ativamente suas palavras. Para isso, precisamos aprender a nos colocar um pouco de lado e dar espaço para a outra pessoa durante essa troca.

Esse exercício de atenção plena pode ser bem difícil para alguns de nós. No entanto, é importante tentar construir relacionamentos reais baseados em ouvir ativamente, o que consequentemente gera confiança e abertura.

Atenção plena na cozinha

Viver de forma consciente é um conceito que pode ser adaptado a todos os aspectos de nossas vidas. Cozinhar e comer conscientemente é muito mais simples (e muito mais agradável) do que você imagina.

Calma! Você não precisa de todo o tempo do mundo para conseguir cozinhar e comer com atenção. Na verdade, não vai demorar mais do que o seu normal. No entanto, você provavelmente sentirá que o tempo está passando mais devagar. É verdade! Porque quando você faz os exercícios necessários para estar totalmente presente, você vivencia cada minuto como ele realmente é: 60 segundos completos.

Por que você acha que, à medida que envelhecemos, o tempo parece passar cada vez mais rápido? É porque quanto mais avançamos na vida, mais responsabilidades recebemos, portanto, nossas mentes ficam mais cheias de coisas a fazer, compromissos e tarefas a cumprir. Mas uma coisa é certa: não importa se temos dois ou cinquenta anos, um minuto ainda dura exatamente o mesmo tempo. Então, por que não saborear as suas refeições e viver cada minuto ao máximo, sentindo cada mordida e apreciando os aromas únicos do seu prato?

Cozinhar e comer de forma consciente muda completamente nossa relação com a comida. Primeiro, começamos a realmente aproveitar a comida. Em segundo lugar, comer mais devagar ajuda na digestão. Finalmente, como acabamos de explicar, desacelerar faz com que você sinta que está somando minutos à sua vida. Então, você está pronto para convidar a atenção plena para entrar na sua cozinha? E já que está com as mãos na massa, por que não lava a louça com atenção também? Acredite em mim: você achará essa atividade, que antes parecia tão entediante, muito mais agradável!

Trabalhar com atenção plena

Se você descobrisse uma técnica que lhe permitisse ser mais rápido(a) e eficiente em seu trabalho, você a experimentaria? Então, não precisa mais procurar: a resposta é a atenção plena! É verdade! Ficamos muito mais produtivos e desempenhamos nossas funções muito melhor quando fazemos cada tarefa com atenção.

Você sabia que a capacidade de realizar várias tarefas ao mesmo tempo é apenas um mito? Na realidade, nosso cérebro é incapaz de realizar mais de uma tarefa por vez. O que nos faz pensar que somos capazes de ser multitarefas é a capacidade de nosso cérebro de alternar rapidamente entre tarefas. Mas nunca somos realmente capazes de nos concentrar completamente em duas coisas ao mesmo tempo.

Em vez de ser uma técnica eficaz, o mito da multitarefa nos leva a ser menos eficazes em tudo o que fazemos. Quando dividimos nossa atenção entre as funções, perdemos a capacidade de realmente executá-las e acabamos nos fragmentando.

É por isso que aplicar técnicas de atenção plena no trabalho é uma ideia tão boa! Quando você se concentra em uma tarefa de cada vez, é possível realmente prestar atenção nela e, portanto, ser mais rápido(a) e eficiente. Além disso, há uma boa chance do seu trabalho sair melhor!

Para aplicar atenção plena ao seu trabalho, sugiro que você comece colocando o telefone no modo avião assim que começar a trabalhar. Em seguida, defina as tarefas que quer executar. Use uma agenda para organizar seu dia de trabalho, dessa forma, você saberá exatamente o que precisa fazer e em qual ordem. Por fim, considere a possibilidade de usar um cronômetro para dividir seu dia de trabalho em blocos de tempo separados por intervalos. Lembre-se de que as pausas são tão importantes quanto o trabalho, então sem pausas você será menos eficiente. Ao usar a atenção plena no trabalho, bem como durante seus intervalos, você aumentará sua produtividade e terá mais tempo para fazer outras coisas além de trabalhar!

Agora é a sua vez: conte para nós, você usa a atenção plena na sua vida diária? Se sim, quais técnicas você usa? Você notou a diferença? Se não, você acha que as técnicas mencionadas neste artigo podem ajudar no seu dia a dia? Conte mais na seção de comentários! Queremos muito conhecer as suas experiências!


Tradutora: Livia Ferolla

Deixe uma resposta