Um dia para cuidar só de você

Será que vamos conseguir descansar com a mente em paz?

No livro, Peak Performance [Desempenho máximo], Brad Stulberg e Steve Magness exploram os segredos do sucesso e do desempenho, conversando com especialistas que alcançaram o sucesso em várias áreas e aprendendo com a experiência de vida dessas pessoas. É interessante notar que Stulberg e Magness focam nas ideias de falhas e exaustão em vez apresentar sugestões que não são realistas como: “O segredo para o sucesso é trabalhar duro e acordar às cinco da manhã todos os dias”. Em vez disso, eles apresentam uma fórmula bem simples: estresse + descanso = sucesso.

Não importa o nosso nível de experiência ou sucesso, nem o quanto trabalhamos e desafiamos nossos próprios limites, muitas pessoas ainda não priorizam o descanso como deveriam. E, quando não descansamos o suficiente, nossos recursos podem se esgotar diante do estresse e do cansaço, causando dificuldades para alcançarmos nossos objetivos. Ao chegar a esse ponto, é quase inevitável entrar em um ciclo vicioso que consome toda a nossa energia, dando a nossa própria pele trabalhando e nos esforçando ainda mais. Mas o que precisamos de verdade é nos dar tempo e permissão para descansar, renovar e refrescar.

Assim como acontece com muitas outras questões, geralmente só percebemos a importância do descanso quando temos que encarar os efeitos da falta dele. Pode ser difícil perceber a intensidade do nosso cansaço, especialmente quando nossos dias são tão corridos. Então muitos de nós conhecem aquela sensação de cansaço que bate de repente no fim do dia. Muitas vezes, só percebemos o quanto precisamos descansar quando finalmente fazemos uma pausa. Talvez você também esteja ignorando essa necessidade de descansar. Você merece um descanso, então não espere até passar do ponto de exaustão para fazer uma pausa. Na verdade, tirar um tempo para descansar vai ajudar você a voltar para as suas tarefas com mais equilíbrio e energia.

Cuide de você

Muitas vezes, quando nos despedimos de alguém, usamos a expressão: “Se cuida!”. Essa frase geralmente entra nas conversas cotidianas simplesmente por hábito. No entanto, além das interações diárias, pedir para alguém se cuidar é uma das coisas mais bonitas e profundas que podemos fazer. Queremos mesmo que as pessoas que amamos se cuidem, mesmo assim, nem sempre dedicamos tanta generosidade quando se trata de nós mesmos. Talvez seja porque nos sentimos egoístas quando fazemos algo só para nós, apesar de incentivarmos as outras pessoas a se cuidarem. No entanto, é essencial cuidar de nós e do nosso bem-estar. Portanto, cuide de si do mesmo jeito que você cuida de quem ama.

O que é o autocuidado?

A Organização Mundial de Saúde define o autocuidado como: “a capacidade individual ou de famílias e comunidades de promover e manter a saúde, prevenir e lidar com doenças e deficiências, com ou sem o apoio de um profissional da área de saúde”. Em outras palavras, o autocuidado pode ser definido como o apoio que buscamos para a nossa própria saúde mental e física, os passos que damos para manter o nosso bem-estar.

Um dia de autocuidado

Escolha um dia para deixar a criança que mora dentro de você tomar as decisões. Nesse dia, você vai priorizar o autocuidado e viver como se fosse um dia de comemoração ou um aniversário. Você vai se dar presentes e passar o dia fazendo o que você desejar, coisas que deixam você alegre. Durante o dia, pare para ver como você se sente de vez em quando, ouvindo as suas sensações e as suas necessidades.

Talvez você dedique um ou dois dias por semana para se cuidar, mantendo uma agenda flexível, dependendo do que funciona para você. Você não precisa tirar um dia inteiro para o seu autocuidado. Se conseguir parar por alguns minutos e investir tempo só em você já vai ser o suficiente. Você pode espalhar momentos de autocuidado pela sua vida como desejar. Pode ser algumas horas por dia, um fim de semana ou uma hora para se cuidar antes de dormir todas as noites.

Ao separar esse tempo para fazer uma pausa, pergunte-se: “De todas as coisas que posso fazer agora, o que eu faria primeiro se nada estivesse me impedindo?”.

Às vezes internalizamos as regras da sociedade e elas acabam transformando nossas alegrias em obrigações. Talvez fazer uma caminhada lá fora já foi motivo de alegria no passado, mas, desde que você adotou essa expectativa de que você precisa caminhar todos os dias, agora parece uma obrigação.

Posso até ouvir você dizer: “Mas eu tenho tanto trabalho para fazer, não consigo parar para nada!”. Esse sentimento é verdadeiro e genuíno, sempre vai haver responsabilidades esperando por você. Seu trabalho, suas tarefas e obrigações não precisam limitar sua capacidade de separar tempo só para você. Pensando bem, se você não suprir suas próprias necessidades e se cuidar, você vai se esgotar. E aí? Quem vai fazer o seu trabalho? A nossa energia tem limite e às vezes não conseguimos acompanhar tudo, mesmo quando desejamos com todas as nossas forças. A quantidade de energia que separamos para o nosso cuidado é responsabilidade nossa. Os dias que você tira para se cuidar vão alimentar e fortalecer você, da mesma forma a sua produtividade vai melhorar, porque sua mente vai ficar descansada e conseguir focar durante o dia em todas as áreas da vida. Os dias de autocuidado dedicados para descansar e relaxar podem ajudar você a recarregar as baterias, distribuindo sua energia de forma equilibrada entre os seus dias. Pensando com essa perspectiva, tirar algumas horas para você não é um desperdício de tempo.

A chave para que esse processo seja mais eficaz, relaxante e significativo para você é ver como você está se sentindo de vez em quando, identificando as suas necessidades. Com um tom caloroso, gentil e cuidadoso, pergunte-se: “Como estou agora? O que eu preciso?”. Talvez aquela voz interior que critica você esteja falando alto demais, dizendo coisas assim: “Eu não fiz o suficiente. O que eu fiz para merecer esse tipo de cuidado?”. Quando essa voz interior começar a criticar, lembre-se: você é importante. Com toda a sua complexidade, com todas as suas vitórias, derrotas, inveja, alegria e raiva. Todas as partes de você merecem ser vistas e ouvidas, elas merecem compaixão.

Não preciso conhecer você, nem seu passado, nem o presente, o que você consegue ou não consegue fazer, para dizer: você merece essa pausa.

Atividades de autocuidado

Experimente algo novo

Aprender algo novo pode ter muitos efeitos positivos na nossa mente, como melhorar a memória e o bem-estar em geral. Quando foi a última vez em que você tentou fazer algo novo?

Talvez seja andar de bicicleta, aprender a nadar, falar uma língua nova, tocar algum instrumento ou algo totalmente diferente. O importante aqui não é dominar essa nova habilidade, mas abrir o espaço para conhecer essa alegria inocente que surge com experiências novas. Com o passar do tempo, podemos perder essa curiosidade e entusiasmo que a aprendizagem desperta dentro de nós, porque nos esquecemos o quanto é bom aprender algo do zero e cometer erros pelo caminho. Como você se sente ao pensar em tentar fazer uma atividade nova, que vai ajudar você a experimentar essa animação, quase como virar criança de novo?

Algumas sugestões para ajudar você a começar:

  1. Aprenda a coreografia da sua música favorita;
  2. Tente recriar em casa uma sobremesa deliciosa que você comeu em um restaurante, como se você fosse seu próprio chef;
  3. Experimente um novo jogo de tabuleiro ou de vídeo game;
  4. Aprenda a tocar um instrumento musical que nunca tentou tocar antes ou que fica num canto da casa juntando pó.

Faça uma bela refeição

Para muitos de nós, o caminho para o coração passa pelo estômago. Comemoramos dias especiais com uma comida gostosa, sopramos velas em um bolo delicioso de aniversário e juntamos a comunidade em festas que envolvem comida. Pensar em como você vai alimentar o seu corpo é uma oportunidade maravilhosa para se cuidar nesse dia só seu.

Talvez você geralmente não tenha tempo para ir à cozinha preparar sua comida. Então, nesse dia que é só seu, você pode criar um banquete e cozinhar o seu prato favorito, o que vai satisfazer mais os seus desejos e necessidades. Decida o que deseja comer e comece a procurar receitas, se precisar de ajuda para saber quais ingredientes vai precisar e como prepará-los. É muito mais divertido ir ao mercado comprar coisas para fazer essa refeição especial do que fazer suas compras da semana. Depois, você pode preparar a comida sem pressa, saboreando o processo enquanto escuta música ou um podcast.

Se você cozinha sempre, mas essa não é sua atividade favorita, não cozinhe no seu dia de autocuidado. Saia e coma fora em um restaurante ou café que você curte, ou peça comida de algum serviço de entrega para saborear no conforto do seu sofá, assistindo a um filme.

Você pode preparar uma mesa requintada ou simplesmente saborear seu prato preferido na frente da TV, na sua poltrona favorita. Você é a estrela do dia. Não existem regras, então siga o seu estômago e deixe o dia rolar da forma que for melhor para você.

Mexa o seu corpo

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a atividade física pode ter um impacto enorme na nossa saúde e bem-estar em geral. Mexer o seu corpo pode deixar seu dia mais divertido e melhorar o seu humor, aliviando o estresse.

Existem muitas opções de atividade física, mas o mais importante é encontrar uma que seja fonte de alegria, não um fardo para você. Mexer o corpo do jeito que você gosta pode aumentar os efeitos positivos da atividade e facilitar o processo de criar o hábito de se exercitar.

Aqui estão algumas opções para mexer o corpo como forma de autocuidado:

  1. Faça uma caminhada ao ar livre para tomar um ar fresco;
  2. Faça alongamento ou tente ativar o corpo praticando yoga, pois ela também fortalece a conexão entre o corpo e a mente;
  3. Você pode experimentar um esporte em equipe, aproveitando o momento para se envolver em uma comunidade diferente;
  4. Você pode mexer o corpo ao som da sua música favorita;
  5. Você pode nadar, soltando o seu peso na água e se sentindo mais leve.

Passe tempo com quem você ama

Os seres humanos são sociais por natureza, por isso gostamos de passar tempo com pessoas, especialmente as que nos fazem sentir segurança e alegria. Quando passamos tempo com pessoas que amamos depois de um dia muito estressante e corrido, o cansaço desaparece aos poucos. Talvez aquele problema que achávamos que não conseguiríamos encarar se torne mais fácil quando temos alguém ao nosso lado. Por exemplo, de acordo com os resultados de um estudo, as pessoas que participam de uma atividade física em grupo têm mais motivação e tendem a ter um desempenho melhor do que quem treina a sós. Nesse caso, uma experiência compartilhada pode ser um recurso poderoso e relaxante.

Pode ser muito bom encontrar pessoas que você gosta de ter por perto, como familiares e amigos. Conversar sobre coisas importantes com pessoas que você ama gera uma satisfação profunda, especialmente se não as vê há muito tempo.

No entanto, também é importante prestar atenção às nossas necessidades quando procuramos atenção das outras pessoas. Precisamos nos perguntar: “Será que eu quero estar com outras pessoas para evitar ficar só?”. Se a resposta for sim, você precisa refletir e entender o motivo, porque evitar esse tempo com você talvez não seja bom a longo prazo.

Procure estabelecer uma rotina de autocuidado

Você pode tirar um tempo para atividades de autocuidado que talvez tenha negligenciado por um tempo e fazer algumas coisas simples para se livrar do cansaço e renovar a sua energia com atenção plena e alegria. Para colher os benefícios do autocuidado a longo prazo, procure repetir essas atividades todos os dias. É assim que criamos hábitos.

Podem ser coisas simples como tomar um banho demorado, se vestir sem a pressão de ter que ir a algum lugar, deitar um pouco ou aproveitar algumas horas fazendo nada. Talvez você já queira cortar o cabelo ou precise fazer a barba, então separe um tempo para esse tipo de autocuidado. Pode ser uma hidratação na pele, beber mais água ou apenas sentar para tomar um café, em vez de tomar enquanto anda. Às vezes subestimamos os efeitos dessas coisas simples.

Organize o seu espaço

Todos nós temos altos e baixos na vida que podem se manifestar física e mentalmente. Às vezes, depois de um período muito estressante, você pode olhar para o ambiente ao seu redor e dizer: “Que bagunça!”. Isso é muito comum, é algo que todo mundo vive de tempos em tempos. Organizar as coisas que estão empilhadas pela casa pode ser uma ótima forma de organizar a mente e trazer uma perspectiva nova. Você não precisa lidar com tudo de uma vez. Hoje, você pode simplesmente tirar os pratos do escorredor e limpar a pia. Ou você pode se concentrar em dobrar e guardar a roupa limpa. Ter um espaço limpo pode ajudar a melhorar o seu humor, mas também é importante não se sentir na obrigação de lidar com toda a bagunça durante o seu tempo de autocuidado. Hoje é o seu dia, então se você não quiser gastar energia com limpeza e organização, você tem a permissão de deixar as coisas como estão e se concentrar no que faz você se sentir bem. É você que escolhe.

Passe tempo com você

Passar tempo a sós pode ser difícil, então separar tempo para você e usá-lo de forma divertida e agradável pode tornar esse período mais agradável. Ficar só nem sempre é a primeira escolha, porque é duro encarar as necessidades e as emoções difíceis que geralmente suprimimos. Portanto, esse tempo só com você pode ser um desafio. No entanto, ao encarar esses momentos de solidão na sua mente como oportunidades para se cuidar e recarregar as energias, você vai se abrir mais a eles, e suas necessidades vão ficar mais visíveis.

Às vezes escrever no seu diário ou meditar podem ajudar você a se ouvir melhor, o que vai acabar fazendo você curtir mais esse tempo a sós.

Além disso, conseguir dizer “não” para atividades das quais você não queira participar também pode ser considerado autocuidado. Definir limites saudáveis nem sempre é fácil para todo mundo, especialmente porque muitas pessoas estão convencidas de que é melhor dizer sim por educação do que priorizar suas próprias necessidades. Mas é possível dizer “não” e manter os seus relacionamentos. Você merece fazer escolhas sobre como usar sua energia, seu espaço e seu tempo. Passar tempo em sua companhia, sem mais ninguém e sem sentir que precisa dar satisfação aos outros pode ser autocuidado.

Curta não ter que fazer planos

A sugestão de hoje é: não faça planos. Estamos sempre fazendo malabarismo, tentando gerenciar nossas obrigações, conferindo as tarefas que já fizemos, correndo com as atividades do dia e ainda sentindo a pressão do futuro, planejando coisas que ainda temos que fazer. Pode parecer difícil permanecer presente desse jeito. Mas, por agora, tente ficar sem planos, mesmo que seja só por hoje.

As coisas podem mudar e talvez você precise redirecionar seu caminho, mas não deixe isso desanimar você. Mesmo quando fazemos planos, nossas expectativas de como as coisas vão acontecer podem mudar durante o dia. Em vez de fazer um plano, tente se perguntar: o que me traz mais alegria no momento atual?

Já que vivemos em constante mudança e as coisas nem sempre acontecem como planejado, é quase impossível prever como você vai se sentir ou o que vai pensar daqui a uma hora, ou amanhã ou no resto da semana. Então, por que você planejaria esse dia de cuidado e alegria do começo ao fim com detalhes tão inflexíveis? Em vez disso, descanse com a ideia de que a vida é fluida, que o seu plano não precisa ser rígido. Isso gera paciência, resistência e compreensão para lidar com as mudanças. Deixe a curiosidade guiar você hoje, vendo o que pode acontecer sem tentar controlar tudo.

Não faça nada

Você não precisa fazer uma atividade especial nesse dia que separou para você. Não precisa alcançar nenhum marco ou fazer coisas produtivas. Pode ser muito mais gratificante fazer o que você deseja sem ter um objetivo específico em mente. Às vezes autocuidado significa não fazer nada. Se precisar fazer uma pausa para relaxar, simplesmente faça. Muitas vezes é mais difícil desacelerar e parar do que correr. Por esse motivo, é necessário ter mais consciência e paciência, aceitando que não tem problema em desacelerar. Se você sentir culpa por ter separado esse tempo, lembre-se de que fazer uma pausa é uma parte necessária da vida, pois ela ajuda o seu corpo e a sua mente a encontrarem tranquilidade e equilíbrio.

Você é livre para adotar qualquer uma das nossas sugestões e pular as que não trazem alegria para você. Esse é o seu dia. Aproveite! O resto é com você. Mande suas ideias de autocuidado nos comentários!

Você também pode ouvir a lista chamada “Para o meu querido eu”, preparada pela Meditopia para o seu dia de autocuidado!

Tradutora: Mariana Ciocca Alves Passos

Leave a Reply