Por que o ano de 2020 foi um divisor de águas para a atenção plena

Por que 2020 foi um ano crucial para a atenção plena?

Como sabemos, 2020 foi um ano de mudanças enormes provocadas pela pandemia da Covid-19. Todo mundo está vivendo isso em nível individual e global, já que o vírus se espalhou pelo mundo.

Muitos de nós tiveram que se adaptar a uma nova realidade da noite para o dia, e uma das maiores mudanças desse ano foi trabalhar de casa, o famoso trabalho remoto. Essa mudança fez com que muitas pessoas tivessem que aprender a trabalhar de forma diferente, às vezes em contextos muito estressantes.

Entre tarefas diárias, filhos e espaço limitado, trabalhar de casa durante a pandemia foi, e continua sendo para algumas pessoas, um grande desafio. Então, é nesse contexto muito específico que a atenção plena entrou na vida de milhões de pessoas durante o ano de 2020.

a atenção plena

A prática da atenção plena, como sabemos, pode nos ajudar a gerenciar o estresse, adaptar às mudanças e recuperar a serenidade quando vivemos situações tempestuosas. É exatamente disso que todos nós precisamos nesse momento de tantos ajustes.

“A atenção plena é muito importante em momentos assim”, diz Auguste H. Fortin VI, um internista geral da Escola de Medicina de Yale. Ele sempre recomenda práticas de atenção plena para seus pacientes para eles lidarem melhor com suas doenças. Desde que a COVID-19 assumiu um papel central em quase todos os aspectos das nossas vidas, ele acredita que muitas pessoas estão sofrendo com a perda da vida que tinham antes. “Não é só o tipo de sofrimento que você sente quando um ente querido morre, é um luto criado por muitas incertezas. Nós gostávamos do jeito que as coisas eram antes”, afirma ele.

Meditopia

É claro que a prática da atenção plena não é uma tendência nova. O que mudou nesse ano é o número de pessoas que se conscientizaram da importância de cuidar de si para conseguir lidar melhor com os altos e baixos da vida.

Além disso, o impacto desse momento crítico no panorama de saúde mental e bem-estar ficou mais claro para as grandes empresas, muitas delas agora oferecem a seus profissionais a oportunidade de integrar a atenção plena na rotina de trabalho.

Vamos fazer um passeio por algumas empresas que pegaram a onda da atenção plena para melhorar não só a qualidade de vida, mas também a produtividade de seus profissionais.

Conheça 5 grandes empresas que incorporaram a atenção plena em sua cultura corporativa

Atualmente a atenção plena é praticada em empresas de diversos ramos. Aqui, você vai ver porque a meditação passou a ser considerada uma prática necessária para esses líderes e suas empresas!

1. Nike (Esporte)

A empresa internacional de artigos esportivos escolheu oferecer aos seus funcionários a opção de praticar atividades de bem-estar no trabalho, como atenção plena e ioga. Para isso, eles abriram salas dedicadas ao relaxamento e empregaram profissionais que regularmente oferecem sessões guiadas de meditação.

2. Apple (Tecnologia)

apple

Para Steve Jobs, a meditação e a ioga sempre foram elementos essenciais para uma vida equilibrada. Na verdade, ele disse que essas práticas o ajudaram a ser a melhor versão de si mesmo, desenvolvendo sua criatividade, um dos maiores pontos fortes do Fundador da Apple.

Então, naturalmente, ele decidiu compartilhar sua paixão pela meditação e ioga com os seus profissionais, oferecendo 30 minutos de prática dedicada por dia nas salas de relaxamento fornecidas para essa finalidade nos escritórios da Apple.

3. Goldman Sachs (Finanças)

Finanças

A atenção plena também está invadindo os bancos! O banco internacional de investimento Goldman Sachs decidiu ensinar a prática da atenção plena aos seus funcionários para que eles possam desenvolver resiliência e evitar o estresse.

Como explica William George, “O principal estudo de viabilidade a favor da meditação é que se você estiver totalmente presente no trabalho, você vai ser mais eficaz como líder, vai tomar decisões melhores e vai trabalhar melhor com as outras pessoas”. Os funcionários acrescentam que a atenção plena também permite que eles tenham uma mente mais limpa no trabalho.

4. AstraZeneca (Farmacêutica)

Essa grande empresa farmacêutica viu a prática da atenção plena como uma ótima forma de lidar com as longas jornadas de trabalho. Além de oferecer programas de atenção plena aos empregados, a empresa também financia programas de pesquisa sobre as práticas de atenção plena.

5. Meditopia (é claro! 😁)

É claro que a atenção plena tem um lugar especial nos escritórios da Meditopia! Antes da pandemia, os funcionários poderiam tirar um tempo para meditar no trabalho. Felizmente, a chegada do trabalho remoto não mudou esses bons hábitos. A equipe da Meditopia organiza sessões de meditação via Zoom e até programou notificações de lembrete para meditar (sim, todos nós precisamos disso), que todo mundo recebe diariamente!

meditação via Zoom

Acabamos de ver 5 empresas renomadas que integraram a atenção plena diariamente na jornada de trabalho de seus profissionais, mas hoje a prática da atenção plena no trabalho não é uma coisa exclusiva das maiores empresas do mundo, onde os funcionários podem desfrutar de uma sala de jogos e uma área de relaxamento no escritório.

Pelo contrário, hoje a atenção plena também é praticada em pequenas e médias empresas, e até em ONGs. Na verdade, as sessões de meditação não são mais vistas como um simples “bônus” que as empresas da moda oferecem aos empregados, mas como uma resposta a uma necessidade real demonstrada por cada vez mais pessoas.

Além disso, as empresas perceberam que tirar tempo para si, para acalmar a mente e se reconectar com o corpo, tem um impacto importante na capacidade de concentração e na tomada de decisões mais eficientes. É por isso que oferecer aos funcionários a oportunidade de relaxar durante a jornada de trabalho virou uma necessidade para cada vez mais empresas.

Proporcione aos seus funcionários um descanso para a mente.

Agora, gostaríamos de saber a sua opinião: você acha que a prática da atenção plena é uma boa ferramenta para gerenciar o trabalho em casa? Você também a pratica? Se sim, você começou a praticar por causa da pandemia? Compartilhe a sua experiência com a gente. Gostaríamos muito de ouvir você!

Tradutora : Mariana Ciocca Alves Passos

Leave a Reply