5 Histórias sobre Meditação para ajudar seus filhos a lidarem com suas preocupações

A meditação é uma técnica que funciona não só para adultos, mas para crianças também. O coronavírus causou um pânico no mundo todo e o medo que as crianças absorvem são tão reais e profundos, quanto para nós adultos. É muito importante encorajar as crianças a falarem sobre suas sensações e preocupações. E uma vez que eles se expressem, existem muitas maneiras de dar apoio e ensiná-los a liberar essas sensações. Descobri que o que mais funciona é ajudar a criança em visualizar a liberação das preocupações que as estão incomodando. A maneira mais fácil de fazer isso é descrever com detalhes uma situação e permitir que a criança mergulhe nelas em suas mentes. Descrevi algumas ideias abaixo que se mostraram muito eficientes. Antes de tentar cada uma delas peça para seu filho encontrar uma posição confortável, num lugar silencioso e permitir que seu corpo se “derreta” como uma “geléia” e respire profundamente.

1.     Bexiga de preocupações: Peça ao seu filho que imagine um balão bem grande, sem nenhuma forma específica. Diga para ele que o balão tem sua cor favorita e como se movimenta no ar, enquanto ele o segura numa corda. Descreva como ele flutua com o vento e quaisquer outros detalhes que ajudem a criar uma imagem vívida. Depois fale para ele encher o balão com suas preocupações. Eles podem sentir o balão ficando mais pesado? Ele fica muito pesado para conseguirmos segurar e não precisamos carregá-lo. Peça para que ele imaginar que está soltando a corda e deixando o balão flutuar e ir embora até que eles não consigam mais vê-lo.

2.     Preocupações na Praia: Existem diversas palavras que ajudam a criar uma imagem ou trazer uma lembrança da praia. Descreva a sensação da areia em seus pés e da água batendo no tornozelo. Depois, peça para que ele imagine um barco ou uma jangada vindo para a costa em direção a eles. Ele pode descarregar todas as suas preocupações nesse barco ou jangada e deixar que ele vá embora até desaparecer no oceano.

3.     A árvore ou a flor das preocupações: essa meditação pode ser usada com o tema de floresta, árvore ou flores de uma jardim ou lugar que seja especial para ele. Explique que essa planta está lá para receber o que quer que ele esteja sentindo. Permita que ele coloque suas preocupações através de uma conversa com essa planta e deposite suas preocupações em um vaso ao lado dela. A parte importante aqui, é permitir que a criança caminhe de volta para um lugar seguro em sua mente, deixando o vaso e a planta para trás.

4.     Bolha de sabão: Essa é uma técnica um pouco diferente, que foca no que a criança precisa sentir ou do que ela precisa se cercar naquele momento. Você vai pedir que seu filho use sua “respiração especial e calmante” para imaginar que está criando bolhas de sabão pelo quarto. Ele pode imaginar essas bolhas preenchidas com “calma”, “alegria” ou “proteção”, dependendo do momento.

5.     Caminhando com positividade: essa meditação é mais de “movimento”, na qual seu filho irá caminhar de maneira mindful pelo ambiente e pensar em todas as coisas pelas quais se sente grato de ter em sua vida. Ele pode pensar em qualquer coisa bacana, não importa o quão pequena ela possa parecer. Quando ele estiver pronto para pensar na próxima coisa, peça para ele respirar profundamente e guardar aquela memória dentro deles.

Essas são algumas técnicas que descobri que funcionam muito melhor do que qualquer remédio para ansiedade, mas você pode também pesquisar mais na internet, que está cheia de ideias maravilhosas – então não perca tempo e descubra o que funciona melhor para o seu filho. E não se esqueça: isso vai passar e até lá fique seguro em casa e mantenha a calma.

* Esse artigo foi escrito pela Emma Cahill, autora do livro para bem estar mental “Under the Mask”, que fala sobre técnicas e ferramentas para ajudar as crianças a lidarem com situações da vida.

Traduzido por: Flavia Totoli

Deixe uma resposta